Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não cabe no Arte por um Canudo vem para aqui à experiência..

O que não cabe no Arte por um Canudo vem para aqui à experiência..

Baptizado do Diogo.

Dia 19 de Junho de 2004, fui pela 2ª vez padrinho de baptismo de um filhote primogénito com o nome de Diogo dos meus cunhados Fernando e Isabel. O baptismo realizou-se na terra natal de sua mãe Lobão da Beira – concelho de Tondela, numa igreja muito bonita com os seus frescos do tecto pintados em tons de rosa/azul e construída há dois séculos (1820). Estiveram presentes à cerimónia além dos padrinhos e pais, os avós e uma bisavó, todos os tios e tias do Diogo. Na foto os padrinhos e o primo do Diogo, Hugo.Muitas felicidades para o Diogo. O Diogo um dia que veja este texto vai dizer, puxa! Que padrinho maluco os meus pais me foram arranjar. Diogo não havia mais, que remédio – estou a brincar, hahahaha!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários

Comentar post

Copyright Info / Info Adicional